quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Êxodo menos intenso

O Ipea (Instituto de Pesquisas Aplicadas) acaba de divulgar que os brasileiros estão se mudando menos entre os estados, reduzindo o índice migratório que tantos problemas causam aos cofres públicos dos lugares escolhidos para novos domicílios. Segundo o instituto, a explicação para isso pode estar na melhoria de vida das pessoas. O fenômeno foi detectado, inclusive, no Nordeste, que sempre foi um emissor de mão-de-obra.

Estudos foram realizados nas regiões, Sul, Sudeste e Nordeste.

As políticas sociais do Governo Lula são apontadas como fator inibidor do processo migratório, principalmente contando com recursos do Bolsa Família.

Estudos do Ipea, no entanto, não contemplam ainda a Região Norte. Evidente, quando forem realizados por estas bandas mostrarão pelo menos a população maranhense ainda ávida por novos oportunidades, principalmente em direção aos projetos das mineradores localizados em sua maioria no Sul do Pará.

2 comentários:

Folha Verde disse...

Independente do direitro constitucional de ir e vir. Essa mudança favorecerá muito Parauapebas. Nos ultimos 10 anos da sua historia tem sido o municipio brasileiro com o maior indice de crescimento de imigrantes.

Darci Lermen disse...

A expectativa é de que os estudos do Ipea - se forem estendidos até o Norte -, não mostrarão nenhuma queda do processo migratório no Sul do Pará, região para onde se deslocam hoje familiares de todo o país estimulados pelos grandes projetos minenários. Parauapebas, ainda por muitos anos, continuará a receber os impactos desse êxodo. Obgriado pela sua presença no blog.

 
Pauta Cidadã - Assessoria Blog